Está escuro aqui...


Está escuro aqui, não vejo as letras que escrevo tal como não vejo as linhas da minha vida, não controlo os meus dedos, tal como não controlo o rumo do meu destino.
Se ficasse fechada no escuro, tudo seria mais fácil, não tinha que olhar para a frente e ver tudo o que os meus olhos veêm, podia fechá-los e fingir que estava a dormir e que a vida não passa disso mesmo, de um sonho sozinho que nos acompanha, que nos controla sempre e do qual não podemos fugir, não podemos dizer não, não podemos seguir o caminho que é mais fácil, temos sempre que escolher o mais complexo, o mais doloroso, tal como aconteceu contigo, tal como aconteceu connosco... Ninguém disse que eras o caminho mais fácil, eras o mais doloroso e no entanto decidi seguir-te, mas a vida da qual não podemos fugir decidi-o cortar-te do meu caminho e separar-nos.
As lágrimas e o desespero são marcas desse corte...
Ficaram as palavras ditas, escritas no tempo, na memória do passado, o sentimento de raiva, esse escreve-se com os ponteiros dos segundos, esse mostra-se presente, hoje, amanha e para sempre, porque o que aconteceu não se apaga...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Carta

Canção Simples - Tiago Bettencourt

Calma