Questões!


Porque é que continuo a questionar a tua partida? É como se não conseguisse deixar o passado, no único lugar onde ele deve estar...
Porque é que continuo a pensar em ti e pior porque é que me tento convencer que já não significas nada e que foste um simples erro que entrou na minha vida!?
Foste e serás sempre o único, aquele, "o tal", que me fez chorar, que me fez sorrir, que me ensinou a amar! E nunca antes tinha amado tão intensamente, e mesmo agora não sou capaz de amar assim...
Marcaste a minha vida, deixaste uma ferida, apareceste, entraste e foste embora! Ainda me lembro das últimas palavras "eu volto, prometo", passou tanto tempo e a promessa continua por cumprir...
Tenho tanta pena, lamento tanto, a nossa história foi tão breve, tão estranha, tão triste...
Foste tu quem me fez deixar de amar, deixar de confiar, foste tu quem me ensinou a usar, e desprezar, a ser alguém como tu!!
Queria tanto que as coisas fossem diferentes, planeei tantas coisa, tinha tantos sonhos para realizar contigo, tantos momentos por viver, tantas palavras por proferir!
Não consigo compreender porque foste embora...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Calma

A Carta

Segura-me