Maldito!


Maldita hora em que entraste na minha vida, maldito dia em que deixei que fizesses parte do meu mundo...
Maldito momento em que pensei que eras meu, maldita a vontade que tenho de te querer...
Malditas as palavras que proferi, malditas as lágrimas que chorei por ti...
Maldita sorte!
Odeio cada segundo em que o teu rosto invade a minha mente, odeio cada momento em que tenho a impressão de ouvir a tua voz... Odeio adormecer a pensar em ti, odeio saber que estás feliz, odeio saber que colocaste alguém no meu lugar...
Maldito sejas por me teres iludido, por me teres feito acreditar que eras tu "aquele"!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Carta

Canção Simples - Tiago Bettencourt

Calma